ENTRE EM CONTATO

Núcleo de Turismo de Londrina - Rua Minas Gerais, 297 – 2º andar Sala 23 – Centro  
Londrina – Pr.  CEP: 86.010-905
(43) 3344-1700

  • White Facebook Icon
Please reload

Recentes

Codel lança programa para estimular turismo em Londrina

June 28, 2018

1/2
Please reload

Veja também:

Campeonato de Quarto de Milha movimenta setor de turismo em Londrina

July 14, 2018

 

São 8 mil inscritos, nove dias de evento e previsão de injeção de R$ 12 milhões na economia local

 

Começa neste sábado (14) o 41º Campeonato Nacional da Raça Quarto de Milha de Trabalho e Conformação, realizado pela ABQM (Associação Brasileira de Cavalo Quarto de Milha), no Parque de Exposições Governador Ney Braga, em Londrina. Os números do campeonato são impressionantes: 8 mil inscritos, quase 2,4 mil cavalos, nove dias de evento e previsão de injeção de R$ 12 milhões na economia local. 

Serão realizados dez leilões, que devem movimentar algo em torno de R$ 25 milhões. O campeonato retorna a Londrina 33 anos depois de sediar uma etapa da competição. "Foram oito anos tentando trazer esse evento para Londrina. É um ganho enorme para a cidade. O evento bateu recordes de inscrições", comentou Arnaldo Falanca, diretor-executivo do Londrina Convention. 

 

O diretor de esporte da ABQM, Henrique Campana, afirmou que a estrutura do parque Ney Braga, a estrutura da cidade com acesso ao aeroporto, qualidade da rede hoteleira, além do Paraná ser o segundo Estado com maior número de animais da raça registrados – 47 mil -, foram decisivos para trazer o evento para Londrina. Até a edição passada, o campeonato era realizado em Avaré, no interior de São Paulo. 

 

INVESTIMENTO 


A associação investiu cerca de R$ 4 milhões na estrutura do evento. "Oitenta por cento dos prestadores de servição são locais. O evento deve gerar em torno de 2 mil empregos diretos e indiretos", disse Campana. 

 

O espaço conta com 302 expositores. Foram construídas três pistas de competição e 800 baias para os cavalos. "São 17 mil metros quadrados de construção de bem-estar animal. É o maior evento da América Latina e que soma para o município", comentou Ilson Romanelli, conselheiro da SRP (Sociedade Rural do Paraná). 

 

A expectativa do setor turístico é que o campeonato injete R$ 12 milhões na economia. "Um evento deste porte movimenta toda a cadeia turística e outros segmentos. A rede hoteleira fica lotada e contrata freelancer, os restaurantes compram mais matéria-prima, o setor de compras como os shoppings também percebem os efeitos positivos", afirmou Falanca. 

 

A rede hoteleira registra incremento entre 15% e 30% na taxa de ocupação para a época do ano. "Está vindo (campeonato) em uma hora de poucas perspectivas, pois nesta época de férias escolares, as pessoas estão saindo de Londrina", disse Alzir Bocchi, presidente do SindHotéis Londrina (Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares). A média de ocupação prevista é de dois a três dias. Londrina conta com 7.300 leitos. 

 

CAPTAÇÃO 


O presidente do SindHotéis afirmou que a captação de eventos é fundamental para o setor evitar a ociosidade dos leitos. "Quando há ociosidade precisamos diminuir o quadro de funcionários. Esses altos e baixos são ruins para a categoria", ressaltou. 

 

O setor gastronômico também deve incrementar a movimentação nos dias do campeonato. A estimativa é que 20% dos gastos dos participantes sejam com alimentação. "É um evento importante para a parte econômica e empresarial da cidade, principalmente depois da fase crítica da greve dos caminhoneiros – em maio – e a Copa do Mundo", falou Vinícius Donadio, diretor-executivo da Abrasel Norte do Paraná (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes). O Londrina Convention fará uma pesquisa para saber a contribuição do evento para a cidade.

 

Fonte: Folha de Londrina
Aline Machado Parodi 
Reportagem Local
 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga
Please reload

Procurar por tags